top of page

PROGRAMAÇÃO CASA ESCREVA,GAROTA! NA FLIP 2023

Atualizado: 20 de nov. de 2023

Local: Travessa Gravatá 56c/d - Centro Histórico (ponto de referência: Ponte do Pontal)

Funcionamento: De 22 a 26 de novembro - Dia 22 das 12 às 22h e, demais dias, das 8 às 22h.

Todos os eventos são gratuitos e têm vagas limitadas (que serão distribuídas por ordem de chegada) - exceto aqueles com registro de "exclusivo para convidados".


DIA 22 (quarta-feira)


SESSÕES DE AUTÓGRAFOS


16 às 18h Juliana Fernandes, Mari Moreira, Caliandra Marina Arrais e Larissa Garrido.


18 às 20h Bruna Presmic, Nathalia Cristina Ruggiero e Luiza Lobo.


20 às 22h Daniella de Medeiros e Ana Alkimim.


OFICINAS, PALESTRAS, MESAS TEMÁTICAS E CONTAÇÃO DE HISTÓRIAS


12h30 às 14h - Mesa temática Mulher, corpo e escrita com Carola Ponto, Chris Baladão e Fer Canelas.

Mesa de abertura da Casa Escreva, Garota!

Faremos um brinde - com espumante gratuito - para abrirmos oficialmente a FLIP 2023. Você é nossa convidada!


14 às 16h - Oficina Edição In(ter)dependente e tessitura de livros possíveis com Natália Aniceto, editora da Avá, livreira, produtora cultural, artista alinhavadora de palavras e fazedora de livros. Autora de Emaranhados e Ventania. Possui publicações nas revistas Bacanal e Traços, e na coletânea BIP (Brasília Inspira Poesia). Pela Avá, Natália já editou mais de 100 livros.


16 às 17h30 - Roda de leitores: A construção de sentido em leituras coletivas – a experiência do clube de leitura com Alessandra Corá

Nesta roda de leitores, vamos discutir a experiência de se ler no coletivo. Será apresentado um exercício para reflexão e discussão das experiências de leitura.

Alessandra Corá - Instagram: @corale

Editora na Cultura Escrita, é autora, professora e atua na formação de professores, editores e autores, e na elaboração de materiais didáticos e literários.


*** 19h - FLIPINGA - A festa do Léo e da Cássia. Apoio: Meta Brasil, Bookinfo, LabPub, Árvore e Let´s Beer (evento exclusivo para convidados).


DIA 23 (quinta-feira)


SESSÕES DE AUTÓGRAFOS


10 às 12h Larissa Campos, Marineuma de Oliveira, Luciana Burlamaqui e Valéria Nancí de Macêdo Santana.


12 às 14h Aricele Geisler, Adriana Amaral, Tamires Moura e Nathalia Cristina Ruggiero.


14 às 16h Jane Arruda, Eloísa Aragão, Cristiane Barausse e Valéria Nancí de Macêdo Santana.


16 às 18h Sandra Guimarães, Viviane Lucas e Amanda Carlou.


18 às 20h Ana Márcia Cordeiro, Luciana Dias, Natália Dias e Catarina Maul.


20 às 22h Shirley Venancio, Daniela Garcia Mesquita, Rachel Ventura Rabello e Carola Ponto.


OFICINAS, PALESTRAS, MESAS TEMÁTICAS E CONTAÇÃO DE HISTÓRIAS


8h30 às 10h - Oficina de contos: pense sobre o conto e desperte esse contista com Daniela Yuri Uchino

O conto é um dos gêneros narrativos literários modernos mais difundidos que existem. Nesta oficina, será apresentado um cenário geral, história, conceitos, características do conto à luz de renomados contistas, assim como pequenos trechos selecionados para abrir um diálogo construtivo acerca do tema.


Objetivos: Conduzir a uma aprendizagem introdutória sobre teoria e análise de um conto. Promover um exercício de escrita criativa de um texto de ficção em prosa: o conto.


Daniela Yuri Uchino: Autora de Somos Todos Malas, contos de humor com crítica social e O Natal dos Malas, noveleta com a sociedade atual. É mestra e doutora em Letras com foco em literaturas de língua portuguesa (Universidade de São Paulo - USP).


Público-alvo: Escritoras e interessados em literatura em geral.


10 às 11h - Bate-papo LabPub: Mulheres, alunas e profissionais com Vanessa Rodrigues Thiago, Bianca Pontes e Dani Costa Russo. Das aulas para o mercado, de alunas à profissionais. Alunas da LabPub contam suas experiências no mercado editorial, nas aulas e na vida.


Vanessa Rodrigues Thiago é tradutora e professora de português para estrangeiros. Traduz obras literárias do inglês e do espanhol, contando com mais de 30 livros publicados até agora. Formada em Letras Português-Inglês, é Mestre em Letras pela FFLCH-USP. Quando não está traduzindo, ou dando aulas, está lendo, fazendo cursos relacionados aos livros e à literatura e criando projetos literários loucos que as amigas abraçam com carinho.


Bianca Pontes nasceu em Mantena/MG, mas vive em Belo Horizonte desde os 3 anos de idade. É escritora, Pós-graduanda em Escrita Criativa e Carreira Literária pela LabPub e obcecada por literatura e processos de escrita. Atualmente atua como produtora editorial na Conjecturas, editora de livros jurídicos e trabalha no Tribunal de Justiça de Minas Gerais com criação de políticas públicas de combate e prevenção à violência doméstica. Tem dois romances em andamento e publica textos e crônicas na internet desde 2014.


Dani Costa Russo é jornalista, escritora, fundadora, curadora e editora do selo Auroras, da Penalux, voltado à publicação de obras escritas por mulheres. Em menos de três anos, leu centenas de originais e formou, até agora, um catálogo com 36 autoras. Todas editadas por ela num processo que envolve mentoria de escrita e orientação de atuação no mercado editorial. É autora do romance Beijos no Chão, e de Cama Rainha. Dá aulas de escrita de ficção e edição, é leitora crítica e preparadora. Cofundadora da experiência de escrita A escritora. Integra a equipe da LabPub EAD, escola voltada a profissionais do mercado editorial.


11 às 12h - Bate-papo LabPub: Como nossas histórias únicas transformam o mercado editorial com Cassia Carrenho, Luciana Borges e Camila Cabete. Profissionais da LabPub contam sobre suas trajetórias e as marcas deixadas no mercado editorial.


Cassia Carrenho - sócia e diretora de comunicação da Escola LabPub. Formada em Artes Gráficas, começou sua carreira como diagramadora de livros, mas logo caiu nas graças da comunicação e marketing e trabalhou quase sete anos numa ONG. Em 2011, voltou para o mercado editorial e ficou seis anos no PublishNews. Em 2017, junto

com a André Castro, montou a LabPub, uma escola 100% EAD voltada para o mercado editorial. Já fez curadoria na Flip, com sua própria casa Santa Rita da Cassia, Bienal e outros eventos literários.


Luciana Borges - Graduada em Pedagogia pela UERJ, pós-graduada em Pedagogia empresarial e Marketing pela Universidade Candido Mendes, também cursou MBA em Gestão Empresarial pela FGV-RJ. Começou sua carreira do livro na Ediouro seguindo para Bertrand Brasil (Grupo Editorial Record) e depois Nova Fronteira. Atuou na fusão das Editoras Objetiva e Companhia das Letras quando assumiu a diretoria comercial do Grupo Companhia das Letras, onde trabalha até hoje. Com quase 30 anos de experiência nas áreas comercial, marketing e vendas institucionais foi responsável por grandes equipes e projetos importantes.


Mediação: Camila Cabete Camila Cabete (@camilacabete no Twitter e instagram) tem formação clássica em História. Foi pioneira no Brasil em trabalhar e desenvolver o mercado editorial digital. Hoje é a Head de Conteúdo na Árvore e podcaster e idealizadora do Disfarces Podcast.


12 às 14h - Oficina de Autoficção: ficcionalize a sua própria história com Adriana Pimenta.

Ementa: Escrever sobre si vem ganhando cada vez mais adeptos e leitores. Nesta oficina de escrita de autoficção, será apresentado um cenário geral, história, conceitos, características autoficcionais e a ambiguidade da narrativa, porém, a partir de outro ponto de vista, como elemento criador. A oficina inclui análise de textos e exercícios de escrita. Objetivos: Levar a aluna a: - Melhor compreender a autoficção e os debates que a cercam; - Estabelecer as diferenças entre autoficção e autobiografia; - Avaliar as escritas de si a partir da perspectiva de uma consequência dos tempos atuais; - Analisar o ponto mais polêmico deste tipo de narrativa, a ambiguidade, porém como processo criativo. Adriana Pimenta: ​Autora de Quando o Futuro Chegou e encontrei um pentelho branco, uma autoficção sobre a mulher na maturidade em tempos contemporâneos, lançado pela Primavera Editorial. É jornalista, cronista do Jornal A Tribuna de Santos, professora de escrita criativa na ESPM, pós-graduada em escrita de Não-ficção pelo Instituto Vera Cruz e Mestra em Literatura e Crítica Literária pela PUC-SP, especializada em autoficção. Público-alvo: Escritoras, aspirantes a escritoras e amantes das palavras.


14 às 16h - Mesa Mundo das Letras: - Como nos expressamos pelo mundo com Cristina Lima, Mani Alvarez e Melissa Mesquita.


Cristina Lima, editora e agente literária da Mundo de Letras. Será a mediadora da mesa que irá compor juntamente com as duas autoras que tiveram seus livros publicados neste ano pela editora.


Mani Alvarez é terapeuta transpessoal e psicanalista. Tem diversos livros lançados e seu último livro foi lançado em Março/23, As mil faces do feminino. Este livro tem como proposta levar autoconhecimento a mulher moderna, explorando as mensagens transmitidas pelos arquétipos das deusas gregas. Através de uma abordagem psicanalítica, Mani traz as informações arquetípicas de sete deusas da mitologia que representam a mulher em sua forma de pensar, agir e sentir. Leva a um encontro consigo mesma enfrentando seus medos e anseios com intuito de autoconhecer para se fortalecer ainda mais.

Melissa Mesquita, lançou em maio/23 o livro 99 mulheres. Esse livro contém 99 poesias que expressam as diversas mulheres que há em nós e em seus diversos papéis. O título de cada poesia, leva o nome de uma mulher. A centésima é a leitora que pode se expressar como quiser no final do livro.


16 às 17h30 - Espetáculo Heroínas na História com a Cia Guarda Chuva


No espetáculo Heroínas na História, uma boneca chamada Lí abre o gigantesco livro de histórias, e percebe que as páginas estão em branco e as histórias das heroínas ainda estão por serem contadas. Ela então, com a ajuda de sua linha do tempo mágica, e o Gugo: tablet gigante que explica palavras diferentes que aparecem ao longo da história, resgata do esquecimento quatro heroínas brasileiras: Maria Quitéria, Maria Felipa, Aracy de Carvalho e Margarida Maria Alves. Com linguagem dinâmica e divertida, o texto e as músicas são originais, e além da brilhante direção de Tato Fischer, e a atuação de Litta Mogoff, o espetáculo conta com a sonoplastia ao vivo de Letícia Elisa Leal que utiliza de instrumentos variados e objetos inusitados facilmente reconhecíveis para as crianças para para enriquecer a narrativa. O espetáculo com sonoplastia e cenário premiados, transmite uma atmosfera de imersão e aprendizado, ao mesmo tempo em que celebra as riquezas culturais do Brasil e presta uma vibrante homenagem às mulheres que forjaram o caminho para futuras gerações. A junção de elementos visuais, sonoros e narrativos proporciona uma experiência teatral única, capaz de cativar e inspirar público de todas as idades.


17h30 às 19h - Mesa Alta Books: Mulheres que criam histórias para as infâncias com Vanessa Prezoto, Blandina Franco, Raquel Badue e mediação de Lilian Cardoso.


19h30 às 20h - Apresentação poética "Sobre elas: uma manifesta" com Slam das Minas SP

Primeira batalha poética com recorte de gênero de São Paulo, que atua com literatura em diversas linguagens, explorando as construções possíveis através das palavras. Propondo reconstruir conceitos e derrubar estereótipos e receitas de padronização.


20 às 22h - Personal Branding para escritores: como encontrar a sua voz literária com Lilian Cardoso e Marina Hadlich.


Lilian Cardoso é mãe da Catarina e uma canceriana que ama estar entre a família e os amigos. Em 2008, descobriu outra paixão que mudou a sua vida: o mercado do livro. Jornalista com especialização em cultura, fundou aos 26 anos em 2010 a primeira agência no Brasil 100% voltada à divulgação de livros. Hoje a LC – Agência de Comunicação faz parte do maior grupo da América Latina de prestação de serviços em marketing editorial e consultorias para editoras e autores. De romances a títulos técnicos, de novos autores a best-sellers, trabalhou com a sua equipe em mais de 4 mil campanhas literárias. Em 2019, ela saiu dos bastidores dos lançamentos para dar início a um projeto que já era um sonho antigo: o curso Escritores Admiráveis. Assim, tornou-se uma das profissionais mais influentes do setor pela sua conta no Instagram e é reconhecida por workshops e eventos on-line gratuitos que já impactaram mais de 100 mil autores.


Aos 31 anos, Marina Hadlich trocou a carreira jurídica pela vida de escritora. Nascida em 1985, em Blumenau/SC, atualmente mora em Florianópolis/SC com seu marido, onde segue lendo e escrevendo à beira-mar.

A autora ama propagar a literatura por meio de bibliotecas comunitárias, campanhas de arrecadação de livros, além de mediar clubes de leitura e de escrita. Marina publicou o livro de contos “100 Mulheres" em 2019, o infantil “O menino que se escondia" em 2021, o chick-lit “Até essa comédia se tornar romântica” em 2023, participou de diversas antologias, ganhou prêmios e concursos literários. Lança na Flip seu novo livro de contos “Mulheres mofadas nas entranhas e nas memórias”, pela Editora Patuá.


DIA 24 (sexta-feira)


SESSÕES DE AUTÓGRAFOS


8 às 10h Luiza Perin, Patricia Zeniro Aguillera


10 às 12h Chris Baladão, Carmem Cenira, Tamyris Torres, patriciafer


12 às 14h Fer Canelas, Liliane Mesquita, Fabiana C.O., Sueli Ramôa


14 às 16h Luciana de Gnone, Luciana Konradt, Zuleide Lima, Márcia Alamino


16 às 18h Hanna Malta, Ivonete Frasson, Cris Otto Sá, Jessica Blá Ribeiro


18 às 20h Thaís Chimenti Leão, Rosane Lacerda, Ana Paula Couto, Martha Sales


20 às 22h Monize Luiz Santos, Fernanda Bittencourt, Talissa Ladeia, Luciana Dias



OFICINAS, PALESTRAS, MESAS TEMÁTICAS E CONTAÇÃO DE HISTÓRIAS


8 às 9h30 - OFICINA DE ESCRITA CRIATIVA: MICROCONTO com Monize Luiz Santos


O microconto é uma narrativa escrita em poucas palavras que se faz a partir de lacunas semânticas deixadas pelo autor e que requer um leitor atento, com grande domínio de suas competências (SOUZA, 2021). Embora não seja uma “invenção” dos escritores contemporâneos, este tipo de texto atende às necessidades do cotidiano tempestivo em que estamos inseridos, sendo popularizado e consumido por leitores de mídias sociais. O objetivo da presente oficina de escrita criativa de microcontos é dar ferramentas para o exercício da literatura a interessados no assunto, levando-os a aprofundar o conhecimento sobre essa tipologia textual. O referencial teórico será constituído por autores que se dedicaram a estudar o microconto como gênero literário, como Vanderlei de Souza (2021) e Marcelo Spalding (2008). Os recursos utilizados serão projetor (caso não esteja disponível, é possível utilizar material impresso), papel, caneta, lápis e borracha. Quanto às etapas da oficina, primeiramente será feita a introdução do tema, buscando o conhecimento prévio dos participantes sobre o gênero literário. Em seguida, serão apresentados alguns microcontos, como Dinossauro, de Augusto Monterroso, e outros contidos na obra "Os Cem Menores Contos Brasileiros do Século" (org Marcelino Freire), além de microcontos de Marina Colasanti e Dalton Trevisan. Ao fazer apontamentos sobre as características deles, serão retomados os conceitos das principais figuras de linguagem. Depois serão feitos desafios de escrita, começando com propostas mais direcionadas, baseadas em estruturas pré-definidas e finalizando com uma proposta mais livre, baseada em temas escolhidos no momento pelos participantes. Esta oficina também pode servir de inspiração para trabalhar com alunos do Ensino Fundamental II e do Ensino Médio, atuando como ferramenta do desenvolvimento de processos criativos e de estímulo à produção textual, contemplando habilidades previstas na Base Nacional Comum Curricular (BNCC).


Monize Luiz Santos é professora formada em Letras pela UNESP de São José do Rio Preto-SP. É também escritora premiada em diversos concursos literários. Dentre eles, destacam-se: ● 1° lugar no Concurso Micro Palácio da Plataforma Sweek; ● 2° lugar no Concurso Literário FLIVI/ AMLAC 2018 na categoria Conto; ● 2° lugar no 7o. Prêmio Campos Jordão de Poesia; ● Menção honrosa no Concurso Internacional de Literatura 2019 da UBE-RJ na categoria Literatura Infantil; ● Prêmio Nelson Seixas 2023. Além disso, é autora do livro voltado ao público infantil “Super-heróis: quatro maneiras de salvar o dia” (Ases da Literatura), ilustrado pelos seus filhos, Melissa e Arthur.


9h30 às 11h - Contação de história do livro "Arthur e Miguel em: aventura na ilha dos dinossauros" com Sol Oliveira


Público alvo: Crianças de 3 a 8 anos e seus pais/cuidadores


Objetivo:

● Divertir

● Inspirar

● Proporcionar momentos de conexão com as crianças e seus cuidadores


Sol Oliveira é escritora de livros infantis e contadora de histórias.

Em 2022 publicou o livro “Arthur e Miguel em: aventura na terra dos dinossauros” e, após grande sucesso, publicou sua continuação em 2023, “Arthur e Miguel em: aventura na Ilha dos Dinossauros”.

Graduada em Propaganda e MKT e com uma carreira de 15 anos como gerente financeira no comércio, fez uma enorme transição de carreira após o nascimento de seu filho Arthur em Setembro de 2018.

Se tornando escritora e mãe em tempo integral.


11 às 12h30 - Contação de história do livro "Eu só quero brincar" e sessão de autógrafos com Luana Menezes Na contação de história do livro infantojuvenil: "Eu só quero brincar", a autora, psicóloga e atriz Luana Menezes, utiliza bonecos e músicas que trazem reflexão sobre papéis familiares, enfatizando a importância da presença paterna no lugar de quem pratica o cuidado e amorosidade, valorizando e preservando a sensibilidade das crianças, principalmente no que diz respeito à educação de meninos, que geralmente são os que mais sofrem com a repressão da expressão dos seus sentimentos. Após a contação, terá roda de conversa e abertura para trocas, perguntas e curiosidades sobre o livro. E quem quiser adquirir o livro, a autora realizará também uma breve sessão de autógrafos ao final do encontro. Luana Menezes Psicóloga - IBMR; Palestrante; Especialista em Psiquiatria e Psicanálise com Crianças e Adolescentes pela UFRJ; Orientadora de Carreira - AVM; Autora do livro infanto-juvenil "Eu só quero brincar" e Coautora do livro "Disciplina e Afeto: Como criar filhos emocionalmente fortes e preparados para o mundo".


13 às 15h - Mesa temática "Entre o corpo e a poesia: as escritas de e para mulheres" com Juliana Pithon, Elane Nardotto Rios e Manoela Ramos . Mediação de Ester Figueiredo (Studio Palma)


Ester Figueiredo: Professora colaboradora da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia, depois de anos de experiência como pesquisadora na vida acadêmica, encontrou espaço para praticar a literatura como ofício e paixão. É escritora, curadora e fundadora e mobilizadora da Rede Colaborativa de curadoria literária, criada em 2016, com o propósito de socializar experiências e fomentar a realização de projetos literários, na Chapada Diamantina, sendo um coletivo que agrega a dimensão da curadoria como centralidade da programação Curadora da Feira Literária de Mucugê/ Bahia ( FLIGÊ 2016/2017/2018/2019 - 2022/2023); Curadora da IV Feira Literária Internacional do Paiaiá - BA (2023); Curadora da Feira Literária de Itaetê - BA (2022), curadora adjunta da Feira Literária de Canudos BA ( 2019). Sócia diretora do Studio Palma, direcionando a experiencia acadêmica e de curadoria para a consultoria no campo da literatura e educação, avaliação/seleção de originais, leitura crítica e preparação de obras para publicação.


Juliana Pithon nasceu em Vitória da Conquista (BA). É jornalista e escritora. Autora de "Se é fogo o que busco" (ed. primata, 2023) e "Banana feijão" (ed. urutau, 2021). Participa da antologia poética "Tomar corpo" (ed. jandaíra, 2020). Integrou o Clipe/Poesia da Casa das Rosas (2019). Atualmente, é mestranda no programa de Culturas e Identidades Brasileiras da USP.


Elane Nardotto Rios, escritora de 6 livros voltados para a condição feminina - ensaios e contos; releituras da epistemologia de Simone de Beauvoir . Professora de literatura do Instituto Federal da Bahia, doutora em Educação - UFBA. Curadora da I FLIRFEP.


Manoela Ramos: Conhecida como Escritora viajante, é formada em publicidade e percorre o Brasil com o seu livro Confissões de uma viajante, publicado de forma independente, já tendo percorrido 22 estados brasileiros. Curadora da Flipeba - Feira literária da Ilha de Boipeba-BA e ativista da palavra e da literatura na região. Seu segundo livro “ Em busca do norte” já alcançou mais de cinco mil leitores. Realiza oficinas de escrita criativa, projetos que envolvem turismo e literatura e sua trajetória é, sobreturo, uma narrativa de liberdade de uma mulher preta que não aceita as prisões da sociedade.

15 às 16h30 - Oficina A escrita de si na construção do livro com Dani Costa Russo


O uso de registros íntimos, mesmo que cotidianos, podem constituir uma obra literária. A autorreferência da mulher nos diários, memórias, autobiografias e na autoficção ganha mais espaço no cenário editorial do Brasil e do mundo. A consagração de Annie Ernaux com o Nobel de Literatura trouxe-nos a autossociobiografia como possibilidade de aposta. Sua nobelização mostra que a escrita de si não é menos nobre que a ficção. A memória, uma ficcionista, atua como ferramenta. O ato confessional ganha o palco e faz da realidade a narrativa a ser trabalhada. As participantes desenvolverão escritos com atividade guiada.


Dani Costa Russo é jornalista e escritora. Fundadora, curadora e editora do selo Auroras (@seloauroras), da Penalux, voltado à publicação de obras escritas por mulheres. Autora do romance Beijos no Chão e Cama Rainha. Ministra aulas de escrita e edição de livros; auxilia escritoras com mentoria. Faz parte da equipe LabPub EAD, escola voltada a profissionais do mercado editorial. Cofundadora da experiência A escritora.


17 às 18h30 - Oficina: A palavra literária como freio em tempos de velocidade: "pílulas poéticas" incentivadoras da literatura para jovens com Adriana Araldo


Apresentação: Entender a grandeza da literatura na contemporaneidade implica reconhecer a profusão de obras dirigidas ao público, bastante heterogêneo, fragmentado e guiado pelos mais variados interesses, temáticas e preferências de leitura. Significa também admitir a literatura como diálogo materializado em livros, de diferentes formatos e configurações, que coexistem num espaço e tempo fluidos, híbridos, de ágeis mobilidades e onde tudo o que é novo, já chega velho e pronto para ser substituído. Em nossos dias, marcados pela velocidade, há autores que

apostam em textos breves, como forma de dialogar com o leitor de todas as idades e responder às necessidades de leitura literária, sem, no entanto, descuidar da profundidade e do trabalho com a palavra artística. Obras que buscam despertar o prazer estético para a representação de um “instante”- capturado pelo autor - “instante” capaz de motivar reflexões, descobertas e o interesse pela literatura, como arte com potencial de fazer "frear o relógio", efeito tão necessário, neste tempo cada vez mais fugaz.


Objetivos: Esta oficina tem como objetivo levar o participante a reconhecer a riqueza de textos breves da nossa literatura e a amplidão de sentidos que são capazes de suscitar por meio da exploração da palavra literária e do processo de fruição, desacelerador do tempo. Para tanto, o participante será convidado a entrar em um jogo literário, envolvendo a leitura de poemas, minicontos e microcontos, exercícios de criatividade, finalizando com a produção escrita de um texto breve e a confecção de um minilivro artesanal.


Público-alvo: Professores da Educação Infantil, do Ensino Fundamental I e II, mediadores de leitura, estudantes de Pedagogia e Letras, pesquisadores da literatura para infâncias, público apreciador da Literatura Infantil/Juvenil.


Adriana Araldo é Mestre em Letras pela Universidade de São Paulo, (USP) no Programa de Estudos Comparados de Literaturas de Língua Portuguesa (2012). Membro do Grupo de Estudos PLCCJ- Produções Literárias e Culturais para Crianças e Jovens da Universidade de São Paulo. Parecerista da Revista Literartes do Grupo de Estudos - PLCCJ- Produções Literárias e Culturais para Crianças e Jovens da Universidade de São Paulo. Autora dos livros de literatura para crianças e jovens: Dora e Menino Viajante pela Barco de Papel Editora e Uma Palavra em cada Pé, pela UniDuni Editora. Editora da Barco de Papel Ed. e idealizadora do @espacobarcodepapel (Espaço Barco de Papel). Suas pesquisas abordam os seguintes temas: literatura infantil, sociedade, moralidade, ideologia e cultura.


*** 19h30 - HAPPY HOUR ESCREVA, GAROTA! com show musical de Denise Mello (exclusivo para convidados)


DIA 25 (sábado)


SESSÕES DE AUTÓGRAFOS


08H às 10H - Natália Esteves, Marilucia Ferreira, Adriana Jungbluth e Cristiane Queiroz


10H às 12H - Kátia Sentinaro, Raquel Marinho, Cris Costa e Luciana Burlamaqui


12H às 14H - Tânia Alves, Daniela Yuri Uchino, Sol Oliveira e Ana Catarina Cabral


14H às 16H - Clara Elaine, Jandiara Barreto, Victoria Guimarães e Tatiana E.S.Corrales


16H às 18H - Rosana Hollanda, M. M. Froufe, Denise Mello e Alessandra Pimentel


18H às 20H - Ana Marice Ladeia, Priscila Tamis, Carolina Lins e Mila Bedin Polli


20H às 22H - Andrea Maria Mello, Telma Theodoro, Margarida Montejano e Naya Potsch


OFICINAS, PALESTRAS, MESAS TEMÁTICAS E CONTAÇÃO DE HISTÓRIAS


8h30 às 10h: Oficina "O autoconhecimento como chave para o sucesso" com Érica Espessotte


Secretária Executiva, Pedagoga, Terapeuta Integrativa de Saúde, Psicopedagoga, Especialista em Capital Humano, Terapeuta Sistêmica, Orientadora de Carreira, Palestrante e Escritora. Docente de Educação Profissional no Senac SP, Escritora de 04 livros em coautoria e 01 livro solo (em construção), todos na área comportamental.


10h: Café da manhã com Lilian Cardoso

Lilian Cardoso é mãe da Catarina e uma canceriana que ama estar entre a família e os amigos. Em 2008, descobriu outra paixão que mudou a sua vida: o mercado do livro. Jornalista com especialização em cultura, fundou aos 26 anos em 2010 a primeira agência no Brasil 100% voltada à divulgação de livros. Hoje a LC – Agência de Comunicação faz parte do maior grupo da América Latina de prestação de serviços em marketing editorial e consultorias para editoras e autores. De romances a títulos técnicos, de novos autores a best-sellers, trabalhou com a sua equipe em mais de 4 mil campanhas literárias. Em 2019, ela saiu dos bastidores dos lançamentos para dar início a um projeto que já era um sonho antigo: o curso Escritores Admiráveis. Assim, tornou-se uma das profissionais mais influentes do setor pela sua conta no Instagram e é reconhecida por workshops e eventos on-line gratuitos que já impactaram mais de 100 mil autores.


10h30 às 12h: Oficina "Literatura e Epifania: o poder transformador das palavras" com Amana Assumpção


A epifania pode ser compreendida como uma repentina compreensão sobre algo que não estava revelado. É quase uma experiência mágica. A literatura, em especial a literatura feminina, quando cria um fluxo de expressão autêntica da experiência pessoal da autora ou personagem, pode provocar no leitor e no próprio escritor essa epifania. Como se o corpo e alma assimilassem o conteúdo através da identificação.

Uma vez que um grande desafio da psicologia é elucidar e reconstruir as marcas socioculturais do “ser mulher”, a literatura se torna aliada desse processo. A oficina será um espaço para reflexão, e também para experiência prática através de narrativas e criação de textos (para quem se sentir à vontade).


Psicóloga e Arteterapeuta que adora escrever. Colunista do site Inconformidades que trata de temas diversos sobre a maturidade.

Coautora dos livros:

“I Tomo das bruxas - Do ventre à vida”, “O câncer diante da psicologia: uma visão

interdisciplinar”, “E a psicologia entrou no Hospital Outras atividades”.

Participação em roda de conversa sobre violência contra mulher no Mackenzie Campinas

Participação no webinário: Violência contra a mulher em época de isolamento Grupo

mulheres do Brasil Núcleo Campinas

Professora convidada da UNICAMP (biênio 2014/2015)

Atendimento clínico online e presencial

www.amanaassumpcao.com

@amanaassumpcaopsicologa


12 às 13h30: Palestra “O papel do pensamento crítico na era da inteligência artificial” com Lúcia Leão


Uma abordagem sobre como só a inteligência humana pode mitigar os riscos potenciais dos robôs que geram textos, imagens e códigos.

Lúcia Leão é uma jornalista da Amazônia com o olhar e atuação voltados para o mundo. É formada em Comunicação Social e bacharel em Direito.

Pegou o “Ita no Norte” com vinte e poucos anos em busca de caminhos profissionais em São Paulo, onde consolidou a carreira no setor audiovisual.

Fez curso de Documentário e Narrativa Audiovisual na Casa de Cinema de Porto Alegre e de Liderança pela Fundação Dom Cabral.

Foi editora executiva do Jornal Hoje e do Jornal da Globo, na Globo de São Paulo e, nos últimos 13 anos foi editora-chefe do SPTV Segunda Edição, onde pode atuar fortemente na gestão de pessoas, formação de lideranças e aumento da produtividade.

Durante um ano sabático, voltou-se para a produção de conteúdo multiplataforma. Escreveu roteiros inéditos e adaptados de minisséries, podcasts e documentários.

Também fez cursos nos Estados Unidos voltados para novas tecnologias, realidade virtual e produtividade em equipe, com foco no trabalho remoto e presencial.

É graduanda em MBA de Produção Audiovisual pela Universidade FACHA, do Rio, e atualmente assina como corroterista a série documental Amazônia Ancestral da ZFilmes para o Canal Curta!


13h30 às 15h: Painel "Novos espaços, oportunidades e formatos para as vozes femininas na literatura" com Ana Suy, Alice Miranda e mediação de Tatiany Leite.


Audiolivros como novo mercado, novo formato de entretenimento, novas oportunidades e possibilidades de atuação para as autoras, narradoras e as mulheres da classe artística em geral.

Apoio: Audible


Mediadora – Tatiany Leite (jornalista especializada em literatura)


Participantes:

- Ana Suy (Ed. Planeta), autora de "A gente mira no amor e acerta na solidão"

- Alice Miranda, Escritora Finalista do Prêmio Kindle (2022)


15 às 16h30: HOT FLIP - O romance erótico em pauta com Sue Hecker, Juliana Dantas, Lola Belluci e mediação de Lella Malta.


Apoio: Kindle Direct Publishing (Amazon)


Sue Hecker, autora renomada, conta com 22 livros publicados, ultrapassando 50 milhões de leituras e mais de 100 mil exemplares vendidos. Seis de suas obras foram traduzidas para o espanhol, uma para o inglês, incluindo "O Lado Bom de Ser Traída", baseado em um filme da Netflix, evidenciando seu alcance global e versatilidade literária.


Juliana Dantas - Autora de romances com mais de 160 milhões de páginas lidas no Kindle, e 80 mil e-books vendidos. Estreou como escritora profissional na Amazon em 2016, publicando romances de forma independente e é autora da Editora Harper Collins.


Lella Malta é autora de 5 livros, incluindo a série de romances #Weho (Você tem fama de quê?, Qual é o nome da vez? e Quanto mais falta?). É produtora do Escreva, Garota! e do Elas Publicam.


Lola Belluci é graduada em Letras pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. Em dois anos de carreira, a autora de romances bateu a marca de 145 milhões de páginas lidas e 50 mil ebooks vendidos no KDP.


16h30 às 18h30: Mesa especial Conselhos Literários

Tema: Como explorar a diversidade feminina na ficção e usá-la na criação literária para atingir o mercado?


Participantes:


Michele Gerhardt MacCulloch é uma tradutora que, depois de quase vinte anos contando histórias que não eram suas, resolveu se aventurar também como escritora, dando voz à sua criatividade. Terminar de escrever seu primeiro romance, Fiel a mim, foi um desafio e uma conquista. Seu maior desejo agora é que seu livro seja lido e inspire mulheres por esse mundo afora. Seu segundo romance já está sendo construído.

Michele é petropolitana de nascimento, carioca de coração, mas atualmente mora em São Paulo, com seu marido, Marcio, e seus dois filhos, Júlia e Lucas, os amores da sua vida.

Instagram: @michelemac.escritora


Luciana Ribeiro Lopes nasceu em Marília em 1974. Pós-doutorada em genética humana, deixou a ciência para se equilibrar entre a maternidade e o empreendedorismo. Apaixonada pela escrita, com forte senso estético, criou a AMA - Ateliê de Marca Afetiva, onde atua como designer de conteúdo. Autora de textos em diversas antologias, pequenas mortezinhas é sua primeira obra literária, fruto da pós-graduação no curso de formação de escritores do Instituto Vera Cruz.


Emma Vieira escreveu sua primeira história ainda criança e aos 17 já se tornou publicada, sendo assessorada pela Conselhos Literários, por meio de scouting. Eterna apaixonada pela leitura, realizou o seu sonho ao criar o livro “Os Últimos Mestiços”, uma fantasia juvenil que mescla com o suspense. Hoje faz palestras incentivando a leitura e foi selecionada no Rio2C no Pinching Editorial, estando em negociações com produtoras.


Mediadora: Marry Estery.

Editora, mentora e scout literária, fundadora da Conselhos Literários, autora do manual ''Guia para Escritores Perdidos''.


20 às 22h: Mostra Poesia Cinética de Cine Experimental



DIA 26 (domingo)


SESSÕES DE AUTÓGRAFOS


08H às 10H - Silvania Gil / Elisiany Leite Lopes de Souza / Fabiana Fonsaca Ruy / Valéria V. Fernandes / Adriana Amaral


10H às 12H - Ana Beja / Cila Pscheidt Hable / Bruna Fontes / Danielle Psique


12H às 14H - Gabriela Metzker / Adriana Oliveira / Sonia Wilke


14H às 16H - Amanda Bárbara Cruz / Roberta Oliveira / Alessandra Honorata / Tamyris Torres


16H às 18H - Lucia Leão / Renata P Silva / Veronica Yamada / Paula Rodrigues


18H às 20H - Marli Beraldi / Re Pocay



OFICINAS, PALESTRAS, MESAS TEMÁTICAS E CONTAÇÃO DE HISTÓRIAS


9h às 10h30: Encontro de autoras de livros para infâncias e bate-papo temático com Sol Oliveira, Gabriela Metzker e Bruna Fontes.


10h30 às 12h: Contação da releitura do livro “CHAPEUZINHO VERMELHO E A BUSCA PELA VERDADEIRA SEGURANÇA" com Sonia Wilke


Nesta versão do clássico “Chapeuzinho Vermelho”, não há caçadores para salvar a protagonista da fome dos lobos. Ai, ai, ai!!! Como ela sairá das armadilhas da floresta?


Juntos, nós – pais e educadores – criaremos um espaço de despertar a consciência, por meio da contação de história e reflexão sobre "onde se encontra a nossa verdadeira SEGURANÇA", para que nossas crianças cresçam incorporando os conceitos da física quântica, neurociência e epigenética. Ao crescer a partir das Leis Naturais, e não de crenças e medos, estaremos preparados para enfrentar e aprender com os desafios que, com certeza, nos impulsionarão a uma vida de realizações.


Biografia da Autora Sonia Wilke nasceu em Minas Gerais e formou-se em Psicologia pela UFMG. Com os filhos ainda pequenos, mudou-se para Florianópolis, cidade onde se estabeleceu como psicoterapeuta de família e de casal por mais de 30 anos. Em 2017, conheceu a técnica B.E.M. (Medicina da Bioenergia) e se apaixonou pelos resultados da abordagem com seus pacientes, o que a levou a deixar a psicologia. Ao se aprofundar nos estudos da Aliança Prosperidade, cuja proposta é trazer para a prática diária os conceitos da neurociência, física quântica e epigenética, decidiu compartilhar com pais e educadores os conhecimentos adquiridos, por meio de histórias infantis. Desde então, Sonia publicou os livros: "Três Porquinhos e a Responsabilidade", "Ayam e a Intuição" e "Chapeuzinho Vermelho e a busca pela Verdadeira Segurança", todos baseados nas Leis Naturais, com os quais participou da Bienal Rio 2023. A autora vem apresentando os livros para crianças de 2 a 12 anos em Escolas Públicas e Particulares e, também, fazendo a capacitação de professores para que aprendam sobre os livros e sintam-se aptos a transmitir esse conhecimento, além de orientar os pais sobre criar espaço para que as crianças cresçam em ambientes saudáveis.


12 às 14h: Mesa Feminino plural: de que são feitas nossas vozes? com Carolina Lins, Hanna Malta, Mila Bedin Polli e Priscila Tamis.


Mulheres que escrevem, que cuidam, acadêmicas, mães, feministas, artistas, empreendedoras, executivas. Que vozes nos interpelam e conduzem os nossos textos, as nossas vidas? Neste bate-papo, as escritoras Hanna, Priscila, Carol e Mila, também integrantes do Grupo de apoio, engajamento e capacitação continuada de mulheres

Escreva, Garota!, conversam sobre amor, dinheiro, saúde mental, ancestralidade, propósitos e liberdade para ser quem somos.


Carolina Lins é criadora do Carteira Azul, administradora de empresas de formação pela Uff - Universidade Federal Fluminense e analista financeira por profissão. Desde setembro de 2018 orienta mulheres a tomarem as rédeas das suas finanças por meio da criação de conteúdo nas redes sociais sobre planejamento e comportamento financeiro, além de ministrar treinamentos e mentorias individuais e em grupo. Seu livro Em Busca da Carteira Azul fala sobre finanças pessoais para mulheres de uma forma fora do convencional! Ao mesmo tempo, é uma história e um guia para que todas as mulheres, mesmo as que não são "de Exatas" conquistem protagonismo e independência financeira e identifiquem a raíz do que as tem impedido de alcançá-los.


Hanna Malta tem 33 anos e é do Rio de Janeiro. Atualmente vive uma jornada tripla: servidora pública federal na ANCINE, desde 2014, quando nasceram seus primeiros incômodos da vida adulta, como seguir um script do sucesso e ainda assim não estar feliz e também, os mesmos incômodos que a fizeram começar sua jornada de autoconhecimento; escritora independente dos livros Vai e Faz! Um guia prático para sair da fudência e Vai e Fala! Como expressar seus propósitos no mundo; e agora, empreendedora, vendendo produtos que têm como intuito motivar e inspirar mulheres a serem mais livres e corajosas para ser e fazer o que quiserem.


Mila Bedin Polli nasceu em Valinhos, interior de São Paulo, em 1979. É escritora, poeta, linguista e professora universitária há quase 30 anos. Doutora em Educação pela USP e certificada pela Universidade de Harvard, em Leaders of Learning (Líderes de aprendizagem). Seu mestrado foi na área de Análise do Discurso, investigando a

música popular brasileira, em especial, as canções de Chico Buarque de Hollanda, produzidas no período ditatorial. Integra o corpo editorial de Revistas acadêmico-literárias e é autora de artigos e capítulos de livros científicos. Na literatura, publicou o livro de poemas Amar, verbo transitivo direto, além de diversos outros textos (auto)ficcionais de diferentes gêneros, em Revistas Literárias, Antologias e Coletâneas.


Priscila Tamis nasceu em Santa Fé do Sul, interior de São Paulo, em 1982. É psicóloga clínica desde 2007, escritora, poeta, acompanhante de escrita acadêmica e literária, desde 2016 estuda e trabalha com a clínica online, acompanha pessoas em cuidados paliativos e processo ativo de fim de vida. Doutora em Psicologia Clínica pela Uff -

Universidade Federal Fluminense e Mestre em Mudança Social e Participação Política pela USP - Universidade de São Paulo. Especialista em Clínica de Grupos e Psicologia Política, Políticas Públicas e Movimentos Sociais. Profissional voluntária do projeto Favela Compassiva no Rio de Janeiro. Autora dos livros de não-ficção “Ensaios de um Belo Surto” e “Saúde e Subjetividade na Mobilidade Urbana”; e autora na coletânea “Contos de uma Mulher Só” do I Prêmio Literário Escreva, garota!


14 às 15h30: Conversa sobre mulheres artistas: do matriarcalismo à atualidade com patriciafer

A temática do matriarcalismo em definição e contexto histórico: da era de ouro da deusa até o patriarcado da atualidade. Passando pelas "primeiras" artistas e escritoras (obras que resistiram até os dias de hoje), movimentos feministas e vozes da contemporaneidade.

Convidamos vocês para uma conversa por grandes momentos de mulheres artistas, não limitando a voz da definição de mulheres, ou seja mulheres trans, pretas e não-brancas, de diferentes sexualidades fazem parte desta historia.


A artista patriciafer atua na escrita e nas artes plásticas, representa seus sentimentos e emoções através da pintura com foco na linguagem abstrata expressionista e da escrita de poesia. Seu primeiro livro é o “Meu Mundo Pelo Mundo”. A autora já morou em diversos lugares como Pequim, Halifax, Lisboa, Rotterdam e São Paulo, hoje vive em Campinas, onde tem seu ateliê e sua Casa Cultural - Casinha 108 - que promove eventos relacionados a arte.

A graduação, pós-graduação e estudos em diversas áreas, como Artes Visuais e Cênicas, Administração de Empresas, Neurociências e Comportamento, Escrita Criativa, faz com que seu olhar seja único e plural.


15h30 às 17h: Fortalecimento Feminino no século XXI: Desafios, conquistas e oportunidades com Rosana Oliveira


Rosana Oliveira é professora, formada em Pedagogia e pós- graduada em Neuropiscopedagogia e Gestão Escolar- orientação e supervisão. Uma mulher comprometida em impactar vidas, transformar uma geração de mulheres e resgatar a essência de mulheres que foram feridas e sofreram com a rejeição.


A partir das 18h: Confraternização de encerramento da FLIP 2023 - evento aberto ao público




799 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page